domingo, 14 de dezembro de 2014

QUANDO DEIXAMOS DE SONHAR







POR UM INSTANTE
FOSTE ELEGANTE
ME DEIXANDO SONHAR
DEPOIS ASSIM COMO UM RIO
CORREU PARA O MAR
DEIXANDO PEGADAS
EM NOITES GELADAS
EM ASAS DO VENTO FRIO
EM VOOS QUE EM DESAFIOS
SOBREVOOU O LUAR
E ASSIM
NESTE FIM
DE ENTARDECER
DEIXOU MORRER
O SOL QUE LHE ILUMINOU
TENDO QUE SE APAGAR
DENTRO DA LÁGRIMA QUE
LEVOU
QUANDO TEVE VONTADE
DE CHORAR
E NADA FICOU PELÁ ESTRADA
APENAS O PÓ SE LEVANTOU
FOI DERRAPANDO
FOI CAPOTANDO
ENTRE FLORES
ESTILHAÇOU
NÃO SOBRANDO NADA
FOI SUA ALMA
QUE VOOU
E ASSIM DEIXAMOS DE SONHAR
DEIXAMOS AS HORAS PASSAR
OS SEGUNDOS
O QUE LEVAMOS DESTE MUNDO
SÃO SÓ RECORDAÇÕES
DOCES ILUSÕES

QUE SÓ O TEMPO... PODE APAGAR.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for blogspot, Blogger...