quinta-feira, 1 de junho de 2017

AMANHECER









A CORTINA BALANÇA
EM UMA DANÇA
DE SAUDADE
A BRISA SOPRA
E INVADE
SEU QUARTO ILUMINADO
PELA LUZ DO SOL
SOBRE O LENÇOL
A LÁGRIMA FICOU
COMO ÁGUAS DE UM RIO
ELA SE ESPALHOU
NO FRIO
DESTE  CHÃO
DESCOMPASSANDO O SEU
CORAÇÃO
APAIXONADO
SEI QUE ME QUERIA AO
SEU LADO
MAS NÃO DEU
GEMEU COMO SE FOSSE
CHORAR NOVAMENTE
SOMOS APENAS SEMENTE~
JOGADAS AO VENTO
SOMOS PALAVRAS QUE NÃO
DIZEM NADA
DENTRO DE NOSSOS
PENSAMENTOS
APENAS AMANHECEU
A LUA SE PERDEU
VEIO O SOL
LA FORA A VIDA CONTINUA
FIQUEI
DENTRO DAS LEMBRANÇAS TUA
COMO UM POEMA INACABADO
PERDIDO NO VAZIO DE UMA
GAVETA ESCURA
ENQUANTO DENTRO DO PEITO
PROCURA
UMA SOLUÇÃO
POIS AQUELAS LÁGRIMAS
QUE ROLARAM PELO CHÃO
SECOU
FOI O VENTO QUE LEVOU
ASSIM COMO EU
QUE TAMBÉM SE PERDEU

NO VAZIO... QUE FICOU.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for blogspot, Blogger...